Quer seu conto no site? Envie seu conto e suas fantasias. Enviar Que publicaremos aqui no site.

Sem marido, dei pro meu filho

Com 40 anos e casada a 20, passei a sentir a ausência de meu marido que era engenheiro mecânico e foi trabalhar por tempo indeterminado na Alemanha. O motivo não era só por causa de sexo que já era até escasso entre a gente; mas por ele ser um ótimo marido e pai do meu filho Cássio que estava com 19 anos. Eu, que me chamo Patrícia, ocupava meu tempo; enquanto meu filho estava na faculdade, em academia e salão de beleza e estética pra manter meu corpo com tudo firme… Sem modéstia tinha um corpão bem definido: Morena clara; cabelos longos; seios e bumbum empinados; coxas grossas e cintura de manequim.
 
 Cássio era um rapagão desses de tirar o fôlego de qualquer mulher: Moreno; lindíssimo; musculoso; 1,70 mts e 70 kgs. Só que Cássio era viciado em internet e vivia trancado no seu quarto navegando e se comunicando por MSN com seus amigos… Eu também tinha bom conhecimento em internet e também me comunicava com meu marido na Alemanha via MSN e Email’s.
 
Cheguei da academia a noite e vendo luz acessa no quarto de Cássio; bati levemente… Como não obtive resposta, levei a mão na maçaneta e ao força-la percebi que estava aberta; Cássio sempre a mantinha trancada a chave. Ao espiar dentro do quarto, vi que Cássio não tinha escutado bater por estar com um fone no ouvido e digitando no computador… O que me chamou a atenção foi quando percebi que ele estava sentado na cadeira totalmente pelado. Fiquei por alguns segundos parada até ver o porquê daquilo… Cássio estava usando o áudio e a Webcan com alguém.
 
Mesmo sabendo que ia causar um reboliço quando ele me visse dentro do seu quarto; fui me aproximando lentamente e notei que a pessoa que aparecia na tela também estava sem roupas… E era uma mulher que estava com cabeça baixa (devia estar digitando) com os seios meio caídos de fora. Quando ela levantou a cabeça; tive a impressão de conhecê-la, deve ter-me visto atrás do meu filho pela Web que deu até pra notar que arregalou os olhos antes de sua imagem sumir. Cássio tirou o fone e virando: – Mãeeeeeee?????… Ele levantou apressado; o safado estava até de pau duro, pra pegar sua bermuda sobre a cama.
 
Era uma situação constrangedora até pra mim; mas tinha que ser firme na minha autoridade de mãe: – Seu safado! É isso que você fica fazendo trancado em seu quarto?… Cássio só me olhava assustado: – Você e a dona Vera do 10º andar estavam se exibindo pelados um pro outro no computador? É isso?… Ele confirmou me deixando abobalhada, pois Dona Vera era uma mulher com aproximadamente uns 50 anos; mãe de quatro filhos, horrorosa de corpo e metida a gostosona: – Seu depravado; ela tem a idade pra ser sua avó!… Cássio empinou o nariz e foi saindo do quarto: – Pô mãe; não enche o saco!… Gritei chamando-o, mas ele bateu a porta do quarto saindo furioso.
 
Vendo a tela do MSN ainda aberta, sentei e fiquei lendo o que os dois escreveram… Eram coisas bem cabeludas. A mulher escreveu inclusive que tinha vontade de chupar a pica de meu filho e ele escreveu que tinha vontade de meter na sua buceta… Coisas nesse nível. Sentindo-me decepcionada com meu filho fui pra sala e estava sentada pensando como lidar com aquela descoberta quando Cássio veio sentando do meu lado e me abraçando: – Desculpa mãe! Não queria te magoar!… Cássio sempre foi um filho carinhoso. Demos início a uma conversa que aos poucos foi ficando cada vez mais sincera: – Filho! Se fosse com uma garota da sua idade; eu poderia até entender; mas uma velha como ela não dá!… : – Mas eu gosto de mulheres assim mãe!… : – De mulheres velhas?… : Não mãe! De mulheres mais experientes!… : – Você já transou com a Dona Vera?… Ele na maior cara de pau: – Ainda não!… : – E com outras, já?… : – Já sim mãe!… : – Velha como a dona Vera?… : – Mais nova um pouquinho; uns 35 a 40 anos!… Fiquei olhando pro meu filho e ele parecendo querer ser bem sincero: – Pode ficar tranqüila mãe, minha namorada mesmo tem 17 anos!… : – E você transa com ela também?… : – Ainda não; estamos a poucos meses namorando!… Voltei ao pivô da nossa conversa até que lhe perguntei: – Você gostaria de saber que sua mãe fica na frente de um computador se mostrando pra um rapaz de sua idade?… : – Claro que não né mãe!… Foi quando meu filho me fez uma revelação que me deixou preocupada e ao mesmo tempo lisonjeada: – Sabe o que é mãe? Eu te acho uma mulher lindíssima e te admiro muito; acho que é por isso que gosto de me relacionar com mulheres mais velhas!… Sem saber o que dizer; acabei perguntando: – Está querendo me dizer que vendo essas mulheres sem roupas fica imaginando certas coisas em relação à sua mãe?… : – Acho que sim mãe! Só que a senhora é muito mais bonita!… Fiquei de boa aberta enquanto ele se afastava.
 
Por dias passei me sentindo uma adolescente a ponto de ficar nua dentro do meu quarto imaginando meu filho me vendo através do computador… Acho que era a carência de carinhos de um homem. Estava justamente numa situação assim, quando Cássio bateu na porta do meu quarto… Joguei um roupão sobre meu corpo e abri. Cássio vendo o computador ligado: – Estava usando o MSN?… Olhei pra ele: – Só porque estou de roupão está achando que estava me exibindo pra alguém?… : – Mas está nua por baixo, não está?… : – Estou sim! Mas, jamais teria coragem de me mostrar pra alguém!… Veio a pergunta que me deixou desconcertada: – Nem pra mim mãe?… Olhei bem pro meu filho: – Está querendo me ver nua?… Ele gaguejando: – Desculpa mãe; falei sem pensar!… Tive uma atitude que jamais poderia imaginar. Abracei Cássio: – Eu te entendo filho; você sente desejos pela sua mãe, não é?… Ele correspondendo me apertando forte: – Acho que sim mãe; mas sei que isso é um grande pecado!… Afastei-me dele um pouco e abri o roupão voltando a abraçá-lo: – É pecado sim filho; mas quem não comete pecado nessa vida?… Com meus seios grudados sobre sua camisa: – Ah mãe; eu te amo tanto!… Sentia meu filho excitado: – Pode ver filho; pode ver tudo que você quiser!… Suas mãos fizeram o roupão deslizar pelos meus ombros e cair no chão.
 
Cássio sentou na cama e ficou olhando-me de frente… Mesmo um tanto envergonhada me aproximei e pegando uma de suas mãos coloquei-a pra segurar a lateral da minha bunda. Cássio levou a outra mão na outra lateral e me puxou pra bem perto que fiquei com a minha buceta bem depilada a 20 cms do seu rosto: – Nossa! Parece que estou sonhando!… Cássio levantava os olhos pra meus seios e voltava pra minha xoxota; resolvi fazer o pedido mais safado de uma mãe pra um filho: – Tire a sua roupa e vem deitar com a mamãe!… Deitei e vendo a indecisão de Cássio que me olhava parecendo não acreditar: – Vem Cássio, não tenha medo; vem aqui com a mamãe!… Quando Cássio tirou a bermuda e vi seu pau duro minha xoxota começou a piscar feito lâmpada de natal… Acho que quatro meses sem sexo fez-me perder toda minha compostura de mulher e mãe exemplar.
 
Cássio deitou do meu lado e já fui pedindo: – Chupa Cássio; chupa os peitos da mamãe!… Meu filho a mamar gostoso e alisar divinamente meu corpo; alucinada segurei seu pinto: – Quer meter na mamãe filho?… Ele se acomodando entre minhas pernas e já procurando minha buceta com a ponta do pinto: – Quero mãe! Quero muito!… Cássio foi empurrando tudo pra dentro da minha buceta me fazendo ter um prazer que jamais imaginava existir: Ooooh filho! Como é gostoso! Mete! Mete na mamãe! Mete!… Sentindo o pinto duro do meu filho sendo socado dentro da minha buceta já comecei a me derreter toda num delicioso orgasmo. Quando Cássio sem parar de socar foi deitando sobre meu corpo: Ahhh! Ahhh! Vou gozar mãe! Vou gozar!… Abracei seu corpo: – Goza filho! Goza tudo dentro da mamãe!… Seu pinto ficou pulsando e soltando todo esperma dentro da minha buceta.
 
Cássio ainda ficou um tempinho deitado sobre mim sem tirar seu pinto de dentro da minha buceta: – Caramba mãe; gozei muito!… : – Gostou filho?… : – Adorei; você é a mãe mais gostosa do mundo!… : – Você ainda vai querer transar com a velha da Dona Vera?… Ele levantando o corpo fazendo seu pau sair de dentro da minha buceta, me deu um beijo no rosto: – Deus me livre, perto de você ela é um canhão; hahahahaha!… Pedi pra que ele fosse pro seu quarto e fui me banhar. Debaixo do chuveiro; sem sentir nenhum arrependimento pelo que tinha feito, comecei a pensar que mesmo na minha idade poderia realizar todas as minhas fantasias sexuais que nunca fiz por achar indecente pra uma mulher casada.
 
Cássio chegou da faculdade me encontrando na cozinha trajando uma camisola pra lá de provocante: Curtíssima e bastante decotada deixando meus seios quase todo pra fora… Ele me beijou já fazendo um comentário: – Você está linda mãe!… Ele sentou numa cadeira e logo sentei no seu colo: – Obrigada filho! Gosto quando você me elogia; faz-me sentir mais nova!… Ele com um braço na minha cintura e a outra sobre minha coxa me deu outro beijo no rosto e alisou minha coxa: – Ihhhhh Cássio; cuidado heim? Daqui a pouco você vai ficar excitado!… : – Já estou mãe; não está percebendo?… Mexi meu bumbum sobre seu colo e abaixando o decote pros meus peitos saírem: – Então vamos fazer ele ficar bem duro!… Cássio começou a mamar e a chupar os biquinhos dos peitos: – Caralho mãe! Estou adorando saber que você sente esses desejos; é pela falta do papai, não é?… : – É sim filho! Vamos lá pra cama, vamos!… : – Calma mãe; preciso tomar um banho primeiro!… Entrei no banheiro junto com Cássio e assim que vi aquela pica dura debaixo do chuveiro já fui arrancando camisola e entrando no box: – Me abraça Cássio; faz-me bastante carinho!… Cássio passou a mão nos meus peitos; na minha bunda; na minha xoxota e quando ele me segurou por trás com seu pau roçando no meio de minha bunda fui ficando cada vez mais atrevida já pensando em realizar um desejo de mais de 20 anos: – Oh filho! Esfrega bastante na minha bunda!… Cássio encaixou seu pinto no meio do meu rego: – Que bunda gostosa mãe!… : – Ela é toda sua filho!… : – É mãe? Então eu posso?… : Pode filho! Você pode tudo!… Cássio nem quis esperar pra irmos pro quarto; ali mesmo ele começou a querer meter no meu virgem cuzinho forçando seu pinto: – Calma; assim você machuca a mamãe!… Peguei um óleo pro corpo e depois de passar em seu pinto: – Toma Cássio; agora passa esse óleo no buraquinho da mamãe!… Reclinei o corpo e empinei a bunda já começando a sentir prazer só com seu dedo passando o óleo em torno e até dentro do meu cú: – Agora vem filho! Come a bundinha da mamãe!… Abri bem minhas pernas e apoiando as mãos sobre o murinho do box fui sentindo meu filho forçando seu pau… A ardência que senti indicava que ele tinha conseguido abrir e entrar no meu cú: – Issooooo filho! Agora empurra! Empurra tudo na mamãe!… Ele empurrava arregaçando cada vez mais meu cú e logo começou o vai e vem fazendo meu corpo ficar balançando no ritmo das socadas que ele me dava: – Caralho mãe, isso é bom demais! Hummm! Hummm! Ohhhh! Ohhhh!… Minhas pernas já estavam bambas quando senti os jatos de esperma sendo despejados dentro de meu cú… Foi simplesmente maravilhoso dar o cú pro meu filho.
 
Terminamos o banho e mesmo assim fomos pro meu quarto e deitamos pelados… Cássio jovem como era não quis perder tempo; me agarrou mamando meus peitos, alisando todo meu corpo e depois parando e olhando bem dentro dos meus olhos: – Acho que você sempre foi a mulher dos meus sonhos; vou te amar pra sempre!… : – Calma filho! Você tem a sua namorada e logo você vai esquecer a sua mãe!… O desgraçado teve coragem de me beijar na boca: – Jamais; minha namorada agora é só você!… Na realidade tinha adorado sua audácia e fiquei esperando outro beijo: – Você está muito atrevido; nunca vou deixar de ser a sua mãe!… Novamente ele me beijou e rindo: – Que tal então ser a minha amante pra sempre?… Dei-lhe uns tapas (de leve) na bunda: – Cachorro! Se o seu pai descobre heim?… Antes dele voltar a me beijar com mais ardor: – Ele nunca vai descobrir; a não ser que você conte pra ele!… : – Você acha que eu sou louca?… Recebi um beijo de língua que até me faltou ar nos pulmões e já fui sentindo ele empurrando seu pau pra dentro da minha buceta: – Oh mãe! Que buceta gostosa!… : – Mete filho! Mete tudo e faz sua mãe gozar!… E o desgraçado me fez gozar feito uma égua no cio socando seu pau na minha buceta como se ela fosse um pilão. 
 
Por vários dias seguidos Cássio me fodeu como se estivéssemos numa lua de mel… Um dia era na frente e no outro ele queria atrás; tinha dias que ele me comia pelos dois lados me fazendo uma mulher realizada sexualmente. Mas chegamos ao ponto máximo quando Cássio sem que eu esperasse me deu um banho de língua chupando a minha buceta… Foi tão inesperado e tão delicioso sentir sua língua e seus lábios sugando minha buceta, que depois que gozei resolvi realizar minha outra fantasia. Peguei aquele lindo cacete e meti a boca chupando feito uma criança com um sorvete na boca: – Pura que pariu mãe! Você é dez; chupa! Chupa mãe!… A cabeça do seu pau batia na minha garganta e eu deslizava meus lábios até a glande e passava a língua sentindo aquele gostinho delicioso. Estava tão contente por estar chupando a piroca do meu filho que nem me importei em deixar que ele gozasse dentro da minha boca. Hoje, se passo três dias sem transar com meu filho; já sinto falta. 
Fonte: Casa dos Contos 
24 Comentários

Adicione um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *